RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS


É cada vez mais comum a incidência de áreas degradadas no meio ambiente. Uma área degradada é caracterizada como aquela que sofreu impacto ambiental na sua estrutura física, química e biológica de tal proporção a ponto de não haver condições de regenerar-se naturalmente. Um exemplo de área degradada é uma região impactada por vazamento de petróleo. É previsto no artigo 225 da Constituição Federal que medidas corretivas devem ser tomadas: “Aquele que explorar recursos minerais fica obrigado a recuperar o meio ambiente degradado, de acordo com a solução técnica exigida pelo órgão competente, na forma da Lei”.

A recuperação de áreas degradadas é um trabalho multidisciplinar, que envolve um planejamento para devolver à região suas caraterísticas originais: o reestabelecimento do ecossistema para deixá-lo tão bem quanto, ou melhor, do que se encontrava antes de ser impactado.

Uma variedade de técnicas pode ser empregada para que a recuperação seja alcançada e, entre elas, encontra-se a biorremediação. Pode ser aplicada em associação a outros procedimentos (como plantio de espécies nativas, transposição de solo, de galharia, de chuva, de sementes, etc,) para produzir efeito de detoxificação de poluentes acumulados no local e recuperação da microbiota. O efeito do conjunto destas ações é a restauração gradual da dinâmica do ecossistema.

Os postos de abastecimento de combustíveis e de serviços possuem grande dificuldade com relação às áreas degradadas, e a BRASBIO Soluções Ambientais tem se colocado como uma parceira neste quesito, disponibilizando uma gama de opções dinâmicas e economicamente viáveis ao setor.